Páginas

Uma loja online onde homens são oferecidos como produtos


Logo após toda a polêmica sobre o aplicativo LULU - em que as mulheres podem categorizar e dar nota para os homens que fazem parte da sua rede de contatos no Facebook - chegou em casa uma carta "diretamente da França" com material de lançamento do portal adoteumcara.com.br; um site onde os homens são tratados como produtos e as mulheres podem "colocar no carrinho" aqueles que mais gostarem.

Em julho eu já havia antecipado aqui no blog o lançamento desse portal no Brasil. Estou curioso para saber como será a receptividade dos brasileiros. Porém, é preciso ser claro e salientar que o "Adote Um Cara" não se compara diretamente com a proposta do aplicativo Lulu.

"Adote Um Cara" é uma plataforma de relacionamento que promove encontros, como os já conhecidos parperfeito.com.br, eharmony.com.br e o br.match.com. Porém tanto a proposta quanto a linguagem visual são bem diferentes.

No "Adote Um Cara" são as mulheres que estão no comando da plataforma. Os homens só conseguem estabelecer contato com alguma mulher se ela colocá-lo em seu "carrinho de compras". Assim, a abordagem escolhida de "loja online" em que os homens são "produtos" é a forma descontraída encontrada pela plataforma para promover a aproximação de casais.

O foco da plataforma é atingir jovens entre 18 e 30 anos. Na França, onde a plataforma nasceu, já são mais de 7 milhões de usuários. Será que no Brasil ele consegue ganhar destaque entre os atuais portais de relacionamento? Tudo depende de como o público brasileiros vai encarar essa visão consumista do relacionamento amoroso.