Páginas

Teaser de "impacto" da Citroën

Hoje, 11/06/2007, quem entrou no site do ESTADÃO viu a notícia de um possível impacto do asteróide Pallas com a Terra.

Ao clicar no link, ao invés de abrir a notícia completa no site do ESTADÃO, o leitor era levado para um outro site (veja ao lado ou clique aqui) com notícias vagas sobre a mudança de curso do asteróide Pallas.

Desconfiado, fui buscar mais informações e notei que mais ninguém noticiava o fato.

Comecei a perceber então que se tratava de uma estratégia publicitária:

Ao passar o mouse sobre a notícia, o que se vê é o seguinte link:
http://rmbannerserver.agestado.com.br/RealMedia/ads/click_lx.ads
/www.estadao.com.br/home_portal/2071080731/Middle/
citroen_110607/pallas_estadao.htm/633931613234356634
36336632616130

Nota-se a indicação citroen_110607, ou seja, provavelmente um anúncio publicitário da Citroën. E de fato, a marca pretende lançar em meados de Julho (assim como a notícia sobre o asteróide) um novo modelo de carro chamado Pallas.

veja a notícia no site do IG.

Para confirmar o fato, fui atrás do responsável pelo registro do domínio www.mundodaastronomia.com e vejam só o nome do responsável pelo domínio:
--------------
Registrant Contact:
Peugeot-Citroen do Brasil Automoveis Ltda
Marina Querini (marina@rumba.com.br)
92237727
Fax: 36466200
Av. Imperatriz Leopoldina
Sao Paulo, 05305-000
BR
--------------
Veja a fonte WHOIS.

Ou seja, trata-se de um TEASER de lançamento do novo Citroën Pallas (mesmo nome do asteróide). Mas fica ainda a minha pergunta: será que foi somente eu que achei esse teaser sem graça e até de mau gosto? Vou ficar de olho no decorrer dessa campanha publicitária para checar se essa história melhora.. ou piora de vez. É claro, a campanha fez eu correr atrás de mais informações e portanto, ponto positivo para a estratégia publicitária, mas fazer uso de uma notícia catastrófica... achei apelativo.. demais.

É claro também, que o objetivo era causar polêmica, estratégicamente os publicitários envolvidos já esperavam todo esse movimento (mas talvez sem tanta repercussão negativa). Nesse sentido, até mesmo esse meu blog colabora com a tática da Citroën, mas mais uma vez, minha questão não está na estratégia de marketing viral, mas no bom gosto e criatividade da campanha.

Apesar do POST anterior eu comentar sobre nossa superioridade em relação à publicidade no exterior, às vezes nós também erramos. Será que o desespero dos publicitários para chamar a atenção está levando-os a apelar para uma publicidade disfarçada de jornalismo de fundo de quintal?

Alguns desses profissionais aprenderam sobre a experiência de Orson Welles na rádio em 1938 com a ficção "Guerra dos Mundos" e resolveram brincar na campanha publicitária? Esqueceram-se de refletir sobre a crítica aos processos de comunicação que Welles acaba por promover quando gerou tal polêmica.

Como não canso de repetir (para aqueles que acompanham esse blog), a publicidade on-line ainda está descobrindo sua própria linguagem. A moda agora é o marketing viral, buzz marketing, marketing de guerrilha. Excelentes profissionais desse meio estão sempre testando novas alternativas e com isso, correm o risco de errar feio. Ao que tudo indica, essa campanha teve a participação da agência de marketing digital Rumba, do André Cury, que por sinal, é um ótimo profissional. Talvez a idealização não seja dele, oriunda de outra agência [fato confirmado mais tarde - a idealização é da agência Banco de Eventos, conforme indicado pela UOL], mas enfim, é o nome da agência Rumba que também aparece no registro do domínio. Assim, deixo aqui o espaço aberto caso ele queira justificar o conceito criativo da campanha.

O espaço também está aberto aos leitores desse blog, caso queiram deixar sua opinião sobre essa ação de comunicação da Citroën.


--------
UPDATES:

- 6 horas após a postagem aqui no BLOG já haviam mais de 50 comentários postados. Pelo visto realmente não fui somente eu que considerei de mau gosto.

- 9 horas após, já eram mais de 135.

- Conclusão: marketing de guerrilha funciona sim! E nesse quesito, esse é um ótimo "case".

- Alguns leitores alertaram sobre a indicação "publicidade" na foto da capa do ESTADÃO. Realmente, estava ali, mas confesso que não me esclareceu muito, já que leva para um suposto site de uma comunidade científica, e naquela página, mais nada indicava se tratar de publicidade.

- Também complementam a notícia alguns leitores informando que viram a chamada na capa do portal UOL. Ou seja, compraram mais espaços de mídia além do ESTADÃO. Fica aqui outra questão: até onde vai o limite da isenção x responsabilidade do veículo sobre o espaço que ele vende para publicidade? Obviamente não luto pela censura, mas pela responsabilidade social.


- Um dos comentários parece escrito por alguém da Citroën. De fato, no site www.citroen.com.br aparece logo na entrada uma indicação sobre a nova campanha do Pallas. Confesso que durante a madrugada, quando fiz a pesquisa pelo site da Citroën para buscar alguma informação cai no outro site da empresa, www.meucitroen.com.br e lá ainda não havia nenhum comentário sobre a campanha.

- Confirmando minha tese, já que horas após a publicação desse POST recebi um comentário em nome Citroën, é provável que havia uma equipe rondando toda a internet (blogs, fóruns, etc) para esclarescer e obviamente, divulgar o link do site, aumentando assim o número de referências para o portal da Citroën, ou seja, mídia espontânea, marketing viral. Que fique claro, ninguém é ingênuo. Eles esperavam essa polêmica. O porém é que podem ter assustado com a repercussão negativa. Eu também sei que estou colaborando com ela, mas ainda assim, quero abrir esse espaço para discutirmos a relação ética desse formato de publicidade, da "criatividade" envolvida no processo.

- Escrevi uma mensagem para a Rumba, estou aguardando a resposta pois como também sou publicitário, gostaria de ouvir seus comentários.

- Apesar de não responder diretamente a esse blog, o leitor Rafa notou que durante o dia de hoje a Rumba publicou em seu próprio site uma pequena nota comentando que são responsáveis apenas pela produção do HotSite do C4 Pallas e portanto não possuem qualquer responsabilidade sobre as ações no UOL e ESTADÃO. O teaser de lançamento parece idéia da Banco de Eventos, que a propósito, no site da Banco de Eventos não há nenhuma informação, na verdade, nem mesmo há um site. [no artigo do UOL citado abaixo, há uma entrevista com o diretor de criação da Banco de Eventos]

- Quero lembrar que não duvido do talento profissional do pessoal da Rumba e da Banco de Eventos. Com certeza eles e seus clientes poderão indicar dezenas de "cases" de sucesso. Não duvido, inclusive, que a segunda fase dessa mesma campanha para o C4 Pallas da Citroën siga um rumo mais adequado e consiga um retorno positivo. Afinal, são publicitários experientes. Porém, às vezes, idéias com falhas passam desapercebidas e podem manchar a imagem da marca de um cliente. Ainda bem, que há tempo para concerto.

- Diferente das opiniões deixadas pelos leitores, não acredito que o C4 Pallas seja um fracasso de vendas por um possível boicote dos consumidores. Como comentei acima, na próxima semana entra no ar a segunda fase dessa mesma campanha, e, com certeza eles buscarão corrigir esse problema causado na imagem da marca. Mas definitivamente será muito difícil apagar o fato ocorrido.

- Li comentários falando sobre um princípio de pânico na família. Ora, é isso que podemos chamar de boa repercussão da propaganda?

- Aliás, comentaram que a chamada já saiu do UOL e do ESTADÃO. Vale lembrar que os profissionais do ramo conhecem bem uma antiga estratégia de colocar no ar filmes publicitários polêmicos, em que a agência de publicidade já imaginava que a população iria reclamar ao CONAR e por conta disso, já tinham preparado outro comercial pronto para a substituição. O objetivo era justamente aproveitar a polêmica causada pelo primeiro comercial de TV.

- Leitores comentaram que a informação é noticiada por veículos de comunicação regionais. Ainda nessa segunda, recebi a participação do Caio que indicou o site www.iparaiba.com.br em que é noticiada a informação na área de Ciências e Tecnologia. (eu mandei um email para eles e mais tarde outro leitor avisou que a notícia saiu do ar.)

- Outro leitor informou que na rádio BandNews Fm (SP), durante o programa da manã, o apresentador Ricardo Boechat também noticiou o caso como verídico. Mais tarde ele corrigiu a informação para seus ouvintes. Às 7:50am, Rafael Quinteiro, ouvinte da rádio, havia publicado no site da BandNews o link deste blog informando Ricardo Boechat que se tratava de uma campanha publicitária.

- Para aqueles que perguntaram para quem reclamar, sugiro o CONAR - Código Brasileiro de Auto-Regulamentação Publicitária - no site www.conar.org.br

- Um leitor comenta que não há nada de "ilegal". Respondo: nem mesmo cheguei a refletir sobre a questão da legalidade, fico é preocupado com a questão "criativa". É essa forma de criatividade que devemos incentivar em nossos publicitários?

- Agora a tarde já temos mais novos blogs e fóruns comentando o assunto, cada um sobre um viés diferente. Alguns dos blogs estão citados aqui nos comentários dos leitores. Acho válida a repercussão, pois se por um lado colabora com o objetivo da Citroën (chamar a atenção e causar polêmica), por outro os potenciais consumidores ganham espaço para deixar evidente sua opinião; no caso do meu blog, indicando o que acharam da campanha em relação à ética e criatividade.

- No período da tarde, o portal G1, da GLOBO, informou que a notícia fictícia também foi espalhada por e-mail, não fica claro se também foi uma ação dos criadores da campanha, ou se já era o marketing viral dando resultado.

- Continuando as atualizações sobre o assunto, agora pouco, por volta das 17h, o UOL publicou uma chamada na primeira página comentando o assunto. Lá eles informam que a notícia é falsa. "Segundo a assessoria de imprensa da Citroën, a campanha foi idealizada pela agência de marketing promocional Banco de Eventos. A pessoa responsável não foi localizada até a conclusão desta reportagem." E ainda: "Enor Paiano, diretor de Publicidade do UOL, diz que os anúncios não saem mais. "O UOL cancelou a campanha, pois repudia publicidade que imita conteúdo jornalístico e confunde o público, mesmo que o espaço utilizado esteja informado como 'Publicidade'." [veja o artigo]

- Voltei ao artigo publicado pelo UOL e notei que ele foi atualizado cerca de duas horas depois, agora com citações do Fábio Brandão, da Banco de Eventos, falando sobre sua estratégia de buzz marketing para a Citroën. Na imagem ao lado é possível ver a justificativa do diretor de criação, bem como comentários sobre possível ação no CONAR.

- Cerca de 1 hora antes dessa publicação do UOL, a Globo.com publicou uma notícia sobre o fato, aliás, comentando vários aspectos e referências que estão publicadas nesse blog.

- Até as 00h00 do mesmo dia, ainda não encontrei nada no ESTADÃO.


--------
UPDATE 2 - O dia seguinte:

- Recebi um e-mail do Andre Cury, da Rumba, informando que eles não possuem envolvimento com o site que noticiava a mudança de rota do asteróide. Ele diz que é responsável apenas pelos registros de domínios da Citroën, por isso aparece o nome de uma pessoa da agência nos dados do domínio e ainda, nas palavres dele, "cientes da precupação do público em relação ao impacto das matérias publicadas, nos colocamos à disposição para maiores esclarecimentos."

- Ou seja, toda a campanha "Mistério Pallas" (www.misteriopallas.com.br), que envolve também o teaser polêmico são de responsabilidade da Banco de Eventos. A Rumba desenvolveu o hotsite do novo C4 Pallas - www.c4pallas.com.br, mas que não faz referência ao "asteróide". Parece que a campanha que será veiculada na televisão também não terá relação com o asteróide.

- Por fim, tive notícia de que as informações contidas no blog foram republicadas em portais de noticias, bem como a formação de uma rede entre os diferentes blogs que comentavam o assunto, fato comum entre os “bloggers”. No próprio e-Code aparecem links para outros blogs em meio aos comentários dos visitantes, assim como referências para esse blog foram publicadas em outros. Alguns dos portais de notícia e blogs são:
- Portal JumpExec
- Portal NotiBras
- Blog Tio Punk
- Blog Ceticismo Aberto
- Blog Padawan Zone
- Blog da Camiseteria
- Blog vida de cão é chato pra cachorro
- Fórum Arquitetura de home pages
- Blog Diva-gações
- Rádio BandNews FM (SP) (sobre a divulgação do asteróide como fato verídico)
- Blog Olhando para o Mundo
- Blog Sim, viral.
- Jornal de Debates
- Na ameia do Castelo
- Techbits


- Recebi uma interessante informação do colaborador Ricardo M. Dias: talvez motivados (ou não) pela polêmica do dia, o UOL, 2 horas após soltar a nota que comentava sua posição frente ao ocorrido, também publicou uma outra matéria anunciando a criação do cargo de Ombudsman, que terá a função de "receber, investigar e encaminhar as queixas e sugestões dos internautas em relação à qualidade, acuidade e isenção dos conteúdos e serviços, jornalísticos ou não, oferecidos pelo portal".

--------
UPDATE 3 - O terceiro dia

- Agora pouco, logo nos primeiros minutos do terceiro dia após o início da polêmica, entrou no ar uma nova notícia do fictício mundodaastronomia.com

- Trata-se da 2a fase da campanha do novo C4 Pallas da Citroën. Inicialmente haviam comentado que esta 2a fase iria ao ar apenas na próxima semana, porém, provavelmente devido ao excesso de comentários negativos gerados pela polêmica, anteciparam para ver se o caso é abafado.

- Desta vez o site informa que "um reconhecido agente internacional conseguiu resolver uma rede de desestabilização da ordem mundial. Um grupo interessado em gerar um ambiente de desequilíbrio social tentou criar pânico mundial com a colisão de um asteróide com a Terra.". E ainda: "para descobrir quem é esse famoso agente internacional, teremos que aguardar até o dia 5 de julho, quando ele se apresentará ao público brasileiro".

- Mas logo abaixo, já aparece a frase "Se você quer fazer parte dessa história, clique aqui.!". Ao clicar o visitante é levado para um outro site - www.misteriopallas.com.br, desta vez, um típico hotsite de campanha publicitária, divulgando a promoção de lançamento do novo C4 Pallas.

- E aqui segue duas telas capturadas da capa do ESTADÃO, onde desde o dia 13 aparece a nova peça que divulga essa segunda fase. E desta vez, dúvido que alguém ficou em dúvida se tratava de um anúncio publicitário.

- Pelo visto, durante todo o dia 12, os profissionais envolvidos nesta campanha ficaram realizando ajustes na programação da campanha, procurando evitar uma nova polêmica. Desta vez, apesar de manter a história fictícia, já incluiram de imediato um link, com destaque em vermelho, que remete ao hotsite da promoção. Pronto, provavelmente assunto encerrado...

- O portal G1 publicou informação de que o CONAR recebeu durante a semana algumas queixas sobre o assunto. Apesar de já ter saido do ar, "de acordo com o Conar, no entanto, o assunto ainda poderá ser discutido por seus membros. Esse tipo de debate pode evitar novas propagandas deste tipo, caso os membros do conselho cheguem à conclusão de que a propaganda foi inadequada." (veja matéria completa)


------
- Para não ficar só na reclamação, deixo aqui a indicação de um post anterior, comentando uma boa idéia de publicidade on-line: Greenpeace

- UPDATE: Em novembro a Kibon lançou uma campanha em que simula uma notícia de jornal. Mas neste caso ela utiliza alguns recursos para garantir a ética, veja aqui.

OBS: Quero muito ouvir a opinião de todos, pois só assim terei a oportunidade de dar a voz aos potenciais consumidores. Porém, peço por favor uma certa moderação pois gostaria de não precisar apagar um comentário excessivo (apesar de compreensível). Justifico: eventualmente posso ser acusado de difamar pessoas ou empresas e serei obrigado a retirar o POST do ar, o que seria uma grande pena. Obrigado!

--------
MAIS COMENTÁRIOS E CONCLUSÕES FORAM PUBLICADOS EM UM NOVO POST. PARA VER, CLIQUE AQUI.
--------