Páginas

A publicidade brasileira continua em alta

Apesar da falta de criatividade que a publicidade brasileira enfrenta, continuamos bem reconhecidos no exterior. Atualmente vivemos uma fase semelhante aos nosso futebol: estamos exportando profissionais para atuar em agências de publicidade estrangeiras.

A matéria da FOLHA de hoje traz um bom recorte sobre o assunto:

"Há hoje dezenas de jovens brasileiros em posições de destaque nas principais agências do mundo. Apenas em San Francisco, sete diretores de criação são brasileiros."

"Fernanda Romano, 32, acaba de aparecer na lista "Women to Watch", da revista "Advertising Age". Lá estão as publicitárias mais promissoras do mundo.
Diretora de criação da Lowe Nova York, no último ano Romano conquistou cinco contas grandes para a agência."

"O cenário desfavorável, no entanto, dá ao profissional brasileiro resiliência para se destacar lá fora. Daniela Ribeiro, 33, tornou-se diretora de criação da Fischer Portugal há seis meses. Graças à competitividade e à velocidade do mercado nacional, trabalha num ritmo mais forte e diferenciou a agência."

[veja a matéria completa]