Páginas

Sobre as rádios Eldorado FM, Estadão ESPN, Fast 89, Oi FM, Mit FM e a tal da Eldorado Brasil 3000


A semana que passou foi marcada pelo anúncio de várias mudanças no dial da rádio da cidade de São Paulo.

Acompanhando a evolução crescente das "branded radios", a Rádio 89 FM anunciou sua fusão com a marca Nestlé. A partir de amanhã (27/02/2011), a rádio passa a operar sob novo nome e slogan: FAST 89 FM, a rádio no seu ritmo (fast89fm.com.br).

A intenção é ampliar e agregar valor para a imagem da linha de produtos Nestlé Fast. Até aí, nada novo. Já temos outras rádios operando em São Paulo com propósitos semelhantes, como a Oi FM, Mit FM e Rádio SulAmérica. Em 2008 comentei aqui no blog sobre o surgimento dessas "rádios de marca".

O Grupo Estado e a ESPN Brasil também aproveitaram a semana para anunciar o lançamento da nova Rádio Estadão ESPN, que ocupará o mesmo espaço no dial da atual rádio Eldorado AM e FM e terá uma programação exclusivamente "all news". A nova rádio deve começar a operar no final de Março/2011.

Particularmente, vejo a novidade como uma excelente estratégia adotada pelo Grupo Estado e ESPN. Usar a credibilidade que essas marcas possuem pode garantir o sucesso da nova rádio e faz com que a essa rádio entre no mercado com força suficiente para brigar de frente com rádios já tradicionais na categoria "all news" como a CBN.

Porém, o que me decepcionou e motivou até um debate com outros "ouvintes" no Twitter foi a solução encontrada para a atual rádio Eldorado FM.

Ela não vai desaparecer. A promessa é que sua programação musical seja transferida para o dial FM 107.3, a partir de uma parceria de conteúdo com a atual rádio Brasil 2000. A nova rádio ganhou o nome "Eldorado Brasil 3000".

Não gostei da escolha do nome. Não gostei da parceria estabelecida com a Brasil 2000, rádio que possui público e programação musical diferente da Eldorado FM.

Tenho a impressão que os ouvintes da Eldorado FM também não terão uma boa impressão quando souberem da novidade. Vi vários comentários negativos publicados pelos ouvintes da rádio no site da Eldorado FM e do Estadão. Se notarem muitas mudanças na programação da nova rádio, é muito possível que a Eldorado Brasil 3000 não consiga sustentar o mesmo público da finada Eldorado FM.

É aí que nasce uma oportunidade para outras rádios que buscavam criar um segmento alternativo como a Oi Fm e MIT Fm. Se souberem aproveitar esse momento de instabilidade, essas rádios podem ganhar novos ouvintes.

A MIT FM e a Oi FM aparentemente possuem uma programação musical capaz de agradar os ouvintes da Eldorado FM. O que falta é apenas melhorar a qualidade da linha editorial. Não basta uma programação musical adequada. É preciso ter profissionais com experiência suficiente para agregar conteúdo para a programação. Acredito que esse é um dos diferenciais da Eldorado FM.

Patrícia Palumbo e Daniel Daibem são apenas alguns exemplos de profissionais que garantiam a qualidade do conteúdo da emissora. Será que essa qualidade será mantida na nova Eldorado Brasil 3000? Será que as rádios Oi FM e MIT FM começarão a promover mudanças na sua programação para aproveitar essa instabilidade no dial de São Paulo?



[updated 20/03/2011] 
A mudança do dial em SP já tem data: 27 de março

Hoje a rádio Eldorado FM passou a ser transmitida simultâneamente tanto em 92,9, como em 107,3 FM. Com essa atitude, fica a impressão de que a programação da rádio será mantida sem nenhuma mudança muito radical, mesmo quando a união com a Fundação Brasil 2000 estiver concluída.

Sorte dos ouvintes da Eldorado, azar dos ouvintes da Brasil 2000 que pelo visto, ficarão órfãos de rádio.

A partir do dia 27 de março a programação permanecerá apenas em 107,3 FM; e a rádio passa a se chamar Eldorado Brasil 3000.

O próximo domingo também é a data em que nasce a rádio Estadão ESPN, ocupando o dial 92,9 FM.