Páginas

Mala-direta já era.

Já até saiu de moda o termo mala-direta. Virou rótulo daquelas cartas publicitárias que você jogava no lixo sem mesmo abrir.

Ações dirigidas precisam sempre inovar para chamar a atenção. Não adianta mandar para a casa do consumidor ou do influenciador do meio, um anúncio ou um release impresso. É preciso atrair a pessoa e atualmente, procura-se também criar artifícios para estimular a divulgação espontânea dentro da rede de relacionamentos dessa pessoa.

A criatividade pode estar na estratégia adotada, no formato do conteúdo, na interatividade, na contextualização, etc.

Vou aproveitar para ilustrar com pequenas ações que aconteceram recentemente e envolveram influenciadores das redes sociais.



A Red Bull, por exemplo, fez ilustrações de alguns influenciadores do meio para estimular a propagação espontânea do Concurso "O Melhor Comercial" da Red Bull (veja aqui um post sobre o assunto). As pessoas selecionadas foram presenteadas com a ilustração original, encaminhada pelo correio. Era uma ação de comunicação, com cara de presente.


Outra solução mais simples é encaminhar o produto para que a pessoa conheça, faça uso e possa comprovar a qualidade. Caso goste, ela vai espontâneamente falar bem para as pessoas da sua rede de relacionamentos.  É um tática bem simples para aqueles que acreditam na qualidade do seu produto. A Maxprint fez isso na semana passada.


Já a LG enviou hoje um release com fotos e informações sobre o novo celular LG Smart, porém ao invés da carta impressa, colocou o material dentro de um pendrive, estratégia já adotada por muita gente. A criatividade ficou mesmo por conta do formato do pendrive (veja a foto).


Há ainda casos mais complexos, em que o contexto é essencial para a dinâmica da campanha, como foi o caso da Olympikus em 2009.

A ação aconteceu no exato momento após o anúncio de qual seria a cidade sede das olimpíadas de 2016 (veja aqui um post completo).

Seja como for, independente da verba disponível, o importante é inovar sempre. A cada ação de comunicação, buscar um novo método para abordar o público-alvo.