Páginas

Smartphone: brincadeira de criança

por Paula Zanardi (Mavens)


Itens coloridos, tela interativa, sons, imagens e jogos divertidos; não há criança que não queira brincar com os novos celulares smartphone ou tablets. Os nascidos na era digital vieram com os dedinhos rápidos e muita facilidade em aprender a usar as tecnologias, mas o problema vem na hora de entregar o aparelho aos pequenos, como limitar seu acesso à conteúdos inapropriados?

Segundo pesquisa realizada pelo NIC br – Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – no Brasil mais da metade das crianças entre cinco e nove anos já usaram um celular. Das que fazem uso da internet, 90% a utilizam para jogos online. Se a criança possui seu próprio tablet ou smartphone ou utiliza o dos pais para brincar é bom manter um olho vigilante sobre suas atividades, principalmente em jogos online ou redes sociais para evitar o contato com pessoas desconhecidas.

Cabe à família decidir quanto tempo a criança pode brincar com o dispositivo, alternando estes momentos com brincadeiras lúdicas e sociais. Manter um diálogo aberto com a criança é a chave para estar sempre informado sobre o tipo de uso que faz do aparelho. Entre os aplicativos mais interessantes para manter os pais tranquilos estão aqueles que bloqueiam e pré-selecionam conteúdos destinados a este público.

O KidBox é um destes, disponível para várias plataformas inclusive BlackBerry, o aplicativo permite o acesso a vídeos do youtube selecionados por pais e professores de acordo com a idade da criança. Seu layout é desenvolvido de maneira que os pequenos que ainda não aprenderam a ler podem usar, com alguns cliques eles podem se comunicar com parentes e amigos pré-aprovados pelos pais. Além de suas configurações de segurança o aplicativo também possui jogos e atividades educativas.

Para os mais “grandinhos” que já querem ter o seu próprio aparelho, mas que ainda não sabem cuidar de um gadget tão delicado, existem aparelhos no mercado que foram desenvolvidos exclusivamente para esse público. O celular HW-01D é a prova d’água e nele é possível limitar o acesso das crianças ao conteúdo da internet. Além disto, este modelo possui um aviso sonoro que pode ser ativado pela criança ao ser aproximada por pessoas estranhas, o alarme tem potência de até 100 decibéis o que equivale ao barulho produzido por uma motosserra.

O 1stFone também permite a configuração de todos os acessos. Foi desenvolvido para crianças mas também é apresentado como uma facilidade para a terceira idade que quer participar da era digital sem muitas complicações.



---
Contribuição da agência Mavens (Londres) para o blog e-Code. Artigo escrito por Paula Zanardi.
Imagem: Rozzie Sanders