Páginas

Portabilidade: dicas para trocar de operadora e manter seu número

Começou a portabilidade numérica em São Paulo. A partir de agora o consumidor pode trocar de operadora e manter o número do seu telefone ou celular.

Essa nova regra deve modificar drasticamente o modelo de negócios da telefonia no Brasil. Teremos uma concorrência maior e promoções contantes nas operadoras para conquistar o cliente pois afinal, para trocar de operadora logo mais bastará uma simples ligação. Mas como já vimos na história do capitalismo, a concorrência mais acirrada não significa, efetivamente, uma queda no custo do serviço.

De qualquer maneira esse novo ambiente só mesmo daqui algum tempo. Ainda estamos iniciando a implantação do sistema e por conta disso, deixo aqui algumas dicas:

- Se eu fosse trocar de operadora, aguardaria um pouco. Nesse primeiro mês devem ocorrer muitas falhas e atrasos no processo de migração do número. Além disso o volume de solicitações será grande o que só piora a situação.

- A nova regra prevê um prazo máximo de 5 dias para efetivação da transferência, mas o que está acontecendo é que assim que aparece algum problema o pedido é cancelado, sendo necessário reabrir a solicitação. Assim que passar a euforia estarão todos adaptados ao novo sistema e prontos para atendê-lo com mais eficiência.

- Esperar também irá permitir a você avaliar com calma todas as promoções que devem surgir nos próximos meses. Sem dúvida cada uma das operadoras de telefonia oferecerá alguma nova estratégia comercial para garantir seus atuais clientes e conquistar novos.

- A migração do número deve ser solicitada para a nova operadora que você deseja assinar. É preciso comparecer pessoalmente na loja da nova operadora, pois será necessário apresentar o RG, CPF e um comprovante de residência.

- Não esqueça que não é possível migrar um número de telefone fixo para um celular e vice-versa.

- Por fim, para ajudar na escolha do melhor serviço de telefonia celular, fiz uma tabela comparativa dos serviços oferecidos pelas operadoras Claro, Tim, Vivo, Oi e Aeiou; clique aqui para ver.