Páginas

#cparty - Como um posto de combustíveis pode inovar em seus serviços?


Durante a Campus Party 2009 a AgênciaClick e a rede de postos Ale lançaram o desafio: "Como um posto de combustíveis pode inovar em seus serviços para potencializar o convívio das pessoas, utilizando para isso, a tecnologia da informação?"

Aqui estão algumas algumas propostas:

- Antes de mais nada, acredito que o novo espaço social exige uma definição muito clara do seu público-alvo. Ele não pode ser mais abrangente. É preciso definir um segmento e focar seus serviços nesse público. Por exemplo: focar no público jovem, universitário, motorista há pouco tempo e que ainda não conhece bem seu carro. Em resumo, definir um segmento claramente e assumi-lo.

- Não acredito que montar sua própria rede social seja o melhor caminho, na verdade esse é o caminho mais árduo pois a tendência é que a cada dia apareça uma nova rede "corporativa" usando plataformas como o Ning. Melhor é entrar aonde o seu público já está inserido. Criar situações de relacionamento no Facebook, Orkut, Twitter, etc.

- Que tal, por exemplo, uma aplicação no Facebook em que o usuário pode montar a agenda de manutenção do seu carro para receber alertas para a troca de óleo, extintor, freio, enfim as coisas que acabamos sempre esquecendo?

- Ou um canal no Twitter que faça o mesmo, mas que vá além, e possa interagir com o público, tirar dúvidas sobre o carro, comentar se existe ou não uma mistura ideal de combustíveis para motores Flex, etc...

- Para atender ao novo paradigma da cultura sustentável, todos os estabelecimentos Ale poderiam se tornar postos permanentes de coleta de materiais não recicláveis como pilhas, baterias ou materiais menos comentados como o óleo de cozinha que é um contaminador da água potável. Divulgar e fornecer informações sobre o programa de sustentabilidade pode (e deve) ser uma das prioridades dos temas de comunicação da Ale com seus consumidores.

- Sendo ainda mais ousado, a filosofia do Open Source Branding poderia ser assumida de forma integral pela Ale. Passar a participar das conversas entre os consumidores sobre a marca; que acontecem nas redes sociais ou mesmo estimular essa discussão nos canais sugeridos acima, pois afinal, essas conversações já acontecem, com ou sem a participação da empresa.

- Os tradicionais sorteios e prêmios muito comuns entre os postos poderiam ser substituídos por ações de fidelização e oferecer prêmios mais adaptados ao segmento.

- A ambientação dos estabelecimentos e o design de toda a comunicação do posto também devem seguir o segmento de público adotado. Quem já viu um posto que seja "case" de design? Isso é inovar!

- A comunicação com o consumidor também pode ser estabelecida a partir do cotidiano daquele público-consumidor. Procurar identificar especificidades como por exemplo, no caso do público jovem-universitário, o perído do ano conhecido como "semana do saco-cheio", termo próprio desse público e ao utilizá-lo, ajuda a aproximar o consumidor. Pode-se fazer um contato para checagem do carro nos dias que antecedem esse feriado prolongado.

- Participar do cotidiano do seu público. Essa deve ser a meta da empresa. Buscar aliar sua marca e apoiar iniciativas que venham a surgir espontaneamente entre os consumidores. Atitudes como essa geram vínculo com a marca. A tendência para o futuro é a dispersão completa de informação, por isso será preciso, acima de tudo, buscar a identificação. Saber abordar assuntos relevantes. A proximidade ajudará a marca a identificar novos hypes que devem ser aproveitados!


Agora as questões finais:

1. Que problema do presente a sua solução futura resolve?
Atualmente o mercado de postos de combustíveis (assim como muitas outras áreas) está massificado e sem nenhum diferencial. Difícil encontrar argumentos relevantes entre os concorrentes. A solução proposta acima aposta no foco em um segmento, para atrair e fidelizar.

2. Por que você acredita que sua solução é viável em sua implementação?
Nada proposto aqui está ainda em desenvolvimento. Todas as ações podem ser implementadas imediatamente!

3. Por que sua solução é sustentável, isto é, porque ela causa pouco ou nenhum impacto negativo no planeta e nas sociedades?
Nenhuma ação proposta causa dano ambiental, pelo contrário, a idéia é promover uma campanha de reciclagem e utilizar os espaços da Ale como postos de coleta. Colaborando assim com a cultura sustentável do seu entorno.