Páginas

[updated] Clube Renoir: estimulando a experimentação


A ação Clube Renoir reuniu um grupo de autores de blog. Alguns já se conheciam, outros não. A maioria ainda não tinha participado de outras ações da LG, dado que mostra uma intenção em convidar um grupo diferente a cada nova ação de comunicação.

A proposta foi um passeio que começou com um café da manhã em São Paulo. Depois todos entraram num ônibus e lá cada um ganhou um LG Renoir já configurado com o papel de parede da marca do seu blog! Descemos ao litoral e passamos o dia no Sofitel Jequitimar do Guarujá, com direito a sol, piscina e no final do dia show do Jota Quest.

Durante todo o dia não houve nenhuma apresentação do produto ou qualquer discurso querendo comprovar que se tratava do melhor produto existente no mercado. Além da equipe da agência Sinc, também estão acompanhando o passeio pessoas da LG que apenas se apresentaram e durante o jantar explicaram a proposta da ação: promover um espaço de experimentação e receber feedback.

Note que ações que envolvem esse público buscam ser sutis. Não há qualquer solicitação ou comprometimento em escrever sobre o produto no blog. O que espera-se é um feedback direto, durante os dias de convívio.

Porém é claro que existe, sem dúvida, a expectativa de que essa ação gere buzz, promovido tanto por aqueles que estão aqui no grupo, quanto por aqueles que acompanham pelas redes sociais, principalmente o Twitter. Sem falar nos personagens que sempre surgem nesses casos, para fazer críticas tanto em relação à ação quanto ao produto. São eles talvez mais estimuladores do buzz do que o grupo que está aqui comigo.

Social media, marketing experencial, pesquisa qualitativa, relações públicas, etc. Pegue conceitos de cada uma dessas áreas, reformule, adapte, crie um novo produto e entenda o momento que vivemos hoje na comunicação. Isso explica essa ação e várias outras que estão acontecendo nos últimos 2 anos em diversas áreas da comunicação, não somente as mídias sociais.

Ainda estamos no meio do fim de semana. Amanhã acordaremos cedo para um passeio de barco e depois do almoço retornaremos a São Paulo.



Sobre o produto
Caso tenha se interessado pelo produto, o que posso dizer rapidamente é que nesse primeiro contato parece um celular com uma resposta muito rápida e eficiente em todas as funções que oferece.

Porém não tente compará-lo com um aparelho da categoria smartphone. Não acho que seja esse o caso. Trata-se de um celular comum. como qualquer outro; que toca música e tira foto, porém esse é atualmente o top de linha nessa categoria.

A função fotográfica é de fato excepcional. Câmera de 8 megapixels, ISO de até 1600, foco com o toque do dedo e estabilizador de imagem. Você já viu tudo isso em algum outro celular? Todas as fotos que aparecem nesse post foram feitas com essa câmera (exceto a foto do próprio aparelho, claro).

Além disso tem acesso 3G, Bluetooth e wi-fi; o que facilita muita a experiência de navegação na internet. Possui ainda rádio FM e player de vídeo DIVx. O player de MP3 possui a recurso Dolby que faz muita diferença durante a reprodução das músicas.

O gravador de vídeo faz registros em formato wide e possui um recurso para suprimir ruídos sonoros como num show, por exemplo. Abaixo segue um vídeo que fiz apenas para testar as funcionalidades do equipamento. Repare que é possível alterar o zoom durante a gravação.




[updated 13/01/2009] - DIA 2: resumo final

Conforme havia comentado acima, o último dia foi dedicado ao passeio de barco com direito a almoço à bordo. No final da tarde o grupo todo retornou a São Paulo com os aparelhos repletos de imagens e vídeos que foram publicadas ao longo desta semana.

Um fato interessante a observar nesta ação de comunicação é a dificuldade em classificá-la exclusivamente como uma ação de social media. Afinal seu formato está mais adequado para uma ação de marketing experiencial, ou seja, oferecer condições para que o consumidor possa vivenciar/experimentar o produto. O que faz referência ao social media aqui é o perfil do grupo selecionado e a interação constante no Twitter.

Veja também que o grupo não se preocupou em comentar insistentemente sobre os diferenciais e características do produto, pois não pretendiam transparecer esse compromisso, afinal, não havia compromisso algum, tratava-se apenas de um grupo que ganhou uma espécie de "promoção".

Por outro lado, todos os integrantes passaram de maneira espontânea a divulgar os benefícios e prazeres que o evento estava proporcionando. É por essa razão que procuro justificar a relação direta com o marketing experiencial. Há uma intenção em criar uma relação emotiva entre aqueles momentos de prazer e a marca e/ou o produto.

Mas claro, quando isso é posto nas redes sociais, então surge o fator "social media" e com ele, os demais usuários que irão participar/interagir com o grupo, seja apoiando como também criticando. Independente da opinião, para um olhar distante, ficará sempre a impressão do desejo em vivenciar os mesmos momentos de prazer que foram proporcionados pela marca.

Aqui estão alguns dos links publicados até agora:

Antes mesmo do evento acontecer, eu, o Carlos Cardoso, Jeff Paiva e o Tato publicamos posts comentando a ação.

No perfil Clube Renoir do Flickr estão publicadas fotos do final de semana. Os seguintes usuários também publicaram suas fotos: Nick Ellis, Manoel Netto, Lucia Freitas e Veridiana Serpa.

Quem aproveitou o tema do seu blog para falar das características do KC910 (Renoir): o Jonny Ken, ainda durante o passeio, escreveu um post comparativo da qualidade das fotos e depois fez outro post avaliando todas as demais funções. O Carlos Cardoso também fez uma boa análise do Renoir e o Diego Eis, estimulado pela promoção mesmo sem fazer parte dos selecionados, também fez um post sobre o produto.

Como disse, a ação estimulou também as críticas em relação à marca é à própria ação. O Rafael Ziggy anunciou o início do movimento e eu comentei, em tempos de redes sociais, sobre a impossibilidade de evitar a crítica e a necessidade de trabalhar a partir da sua consideração. O Rodrigo Prior, passado o evento, fez uma boa reflexão também.

Por fim, após o evento começam a surgir posts com a visão de cada participante sobre o evento. O Guilherme Cury fez o seu e a Veridiana Serpa escreveu tanto para o blog GeekChic como para o 30&alguns. A Rosana Herman fez um resumo geral do primeiro dia, mas na volta a São Paulo ela editou todos os vídeos e imagens em uma única edição que reservei para fechar esse post:


Evento Clube Renoir from rosana on Vimeo.


O Tato Tarcan também fez um resumo no seu blog com direito a um vídeo com mais de 10 minutos explicando todos os mínimos detalhes, assista: